17 de dezembro de 2014

Mente muscular

somos todos iguais em estrutura,
partes do todo e também sócios,
ignorantes mas donos de mente
capaz até de criar, curar e cantar,
que funciona se estiver saudável.
cada ser humano precisa de pouco.
o básico: comida, moradia, roupa, 
cuidados para a saúde e segurança
e pra quem quiser ter estudo grátis.
desperdiçar pessoas é matar gênios!
plantamos apenas o que colhemos.
votamos e ganhamos fruto ou furto?
#partidodahumanidade

15 de dezembro de 2014

Segunda

Começa a semana
Cheia de trabalho
Uma vida humana
Pra quebrar galho

Fazer o que manda
O dinheiro e patrão
A lida não é branda
E nem aceita o não

Mais que tudo quero
Ser livre de verdade
Sem muito lero lero

Suprir a necessidade
É só o que eu espero
Da global sociedade

#partidodahumanidade

11 de dezembro de 2014

Rico

A riqueza de um povo costuma ser medida pela quantidade de dinheiro que circula ou que se acumula. Obviamente a maioria nunca toca nessa grana. O cálculo é puramente matemático, longe da realidade crua em que as fortunas de poucos saltam fora do normal e a miséria da maioria é maciça. Os jornais, livros e televisores mostram sempre as mesmas vidas, o milionário e o criminoso. Parece que existe um incentivo silencioso pra que sejamos um, outro ou os dois. Pra esses tudo se pode fazer por moedas que garantem os sabores doces das prateleiras diárias. Enquanto isso a criança vaga entre ruas, vai pra escola, pega no martelo, carrega um bebê, constrói o que for, ergue o garfo e se vai até a morte. Existências inteiras forçadas pela rotina. Ou é isso, ou aquilo. Somos capazes de muito mais se livres. Os avanços tecnológicos possibilitam melhorias na eficiência. Com a simples utilização da roda, muitos trabalhadores perderam seus empregos, porém é inegável que ela beneficiou a praticamente todos, com o passar do tempo. O conhecimento valorizado nos meios culturais e científicos raramente se volta à preservação da vida. Quem quiser pensar, que pense no que quiser, que crie o que quiser, mas não deve ser assim com o governo. Quando ele financia e incentiva eventos e pesquisas, precisa se assegurar que vão preservar a vida antes de tudo mais. A burocracia atual gasta fortunas com celebrações e intelectuais que sugam recursos sem que verdadeiramente produzam qualquer tipo de riqueza pros demais. A fome e a doença precisam ser os primeiros a morrer. Humanos são socados em uma fila pra serem todos iguais. Ao mesmo tempo, os meios de comunicação ensinam a copiar outros (milionários e criminosos). Só existe um modo de cada um ser como quiser e então ser feliz (ou seja, ter a real riqueza): se todos tiverem acesso gratuito aos bens essenciais, sem os quais uma pessoa morre. Todas são donas de cérebros igualmente evoluídos, podem pensar em muitas melhorias que, com o tempo, podem trazer benefícios pro mundo inteiro, mas primeiro é preciso assegurar que essas pessoas estejam bem. Garantir comida, casa, roupa, saúde, educação e segurança pra todos é a única razão pra que exista um governo. Menos do que isso é insuficiente e mais do que isso é exagero. O resto é burocracia enganadora e ladra.
#partidodahumanidade

9 de dezembro de 2014

Para todos


5 de dezembro de 2014

Ética na poética

Saco da goela o grito
Transformo em rima
Derramo peito aflito
Por quem se elimina

Caem de fome e frio
E violência e doença
Causados pelo Brasil
Pela social diferença

O político se preocupa
Com benesses e salário
Os eleitores não educa
Nem alivia ao operário

Seguem poetas calados
Apoiando a ignorância
De humanos explorados
Já logo na bela infância

Vão-se anos no emprego
Pra conquistar só a vida
Sem encontrar o sossego
De ter a casa e a comida

Ó artista que alto clama
Tira do verso babaquice
Trata a dor tão cotidiana
Apaga o que antes disse

Chega de dar tua beleza
A tamanha desigualdade
Pois segue vazia a mesa
E trancafiada a liberdade

Com um prato e um teto
Qualquer um faz estrofe
Põe nela todo o seu afeto
Ou uma dor do que sofre

Tua caneta uma assassina
Que mata porque não diz
Ao oprimido nunca ensina
Nem ajuda a ser mais feliz

4 de dezembro de 2014

Divulgação





#partidodahumanidade

29 de novembro de 2014

Morre o ator

Morreu o ator que interpretava o Chaves. Talvez o último protagonista miserável da televisão. Segue o silêncio da mídia sobre os pobres e sua situação cotidiana. Não é piada pra fazer brotar um sorriso ensaiado, como no seriado. É assunto pra chorar todos os dias até que se resolva. Seres humanos como aquele da TV, sem casa e sem rango, sem plano de saúde ou proteção, povoam o planeta. Na tela isso parece divertido, mas a realidade não parece ser na pele de quem vive. O personagem era espancado, xingado, maltratado de diversas maneiras, assim como seus vizinhos. Que tanto se pode falar de pobreza a partir dessa figura? Morre o artista mas não a condição social que gerou a arte. Morrem milhares todos os dias por falta do necessário. O governo deve prover a seu povo os recursos básicos pra sobrevivência. Comida, moradia, roupa, cuidados de saúde, educação e segurança são vitais. Como pode um governo afirmar ser a vida um direito e negligenciar o essencial?

Presidente del Uruguay

Aunque sea brasileño 

Tengo amor por todos 
Quiero ser presidente 
De la nación uruguaya
Acabar con tal miseria 
Que hay en todo canto 
Daré lo que se necesita 
La comida y habitación 
Y hospitales y escuelas 
Y vestuario y seguridad 

#pauloalfpresidente 
#partidodelahumanidad

26 de novembro de 2014

Saúde

#partidodahumanidade 

25 de novembro de 2014

Segurança

#partidodahumanidade 

17 de novembro de 2014

Somos 99%


#partidodahumanidade

15 de novembro de 2014

Silenciei

Mil coisas pra fazer
Gente por aqui
Eu não parei
Nem quero

Corto-me
Profundo
O tempo
E inteiro

Da língua
Essa fada
Tiro asas
E me calo

Dou jeitos
Ou refaço
Não perco
Um pedaço 


Provo gostos
Lambo flores 
Molho lábios 
Faço caretas

14 de novembro de 2014

Multinacional

Só pra constar e ficar bem claro: me candidato a presidente de qualquer país. Sou um político sem fronteira. Mantenho as propostas. #pauloalfpresidente #partidodahumanidade

8 de novembro de 2014

Vazou

O tema da redação do Enem é mais que um exercício de estruturas e opiniões sobre algo que querem que seja fixado na mente coletiva da nação. Somos controlados por palavras e toda sorte de símbolos. O que digo repercute no teu mundo? Tua frase vai mudar o meu? Por que me bates com teu olho? Vive tua vida e tem tuas ideias porque é assim que mudamos o mundo. Que nunca mais voltes a me ler por ter tanto dentro de ti pra ser. Quem sabe até calem os livros pra que soem os cérebros. E que o que eu ou tu redija nunca tenha mais valor que uma vida. A redação podia ser sempre sobre pobreza, mas nunca foi, né? Talvez exista algo mais importante pra que seja assim sugerido aos pensamentos brasileiros. Nunca sai da pauta do opressor o tema da escravidão, mas esse nunca entra no enredo da novela nem no exame nacional. São doutrinas pregadas de diversos púlpitos. O Partido da Humanidade só tem uma :rango, canto, pano, saúde ao sábio e segurança. Nada de subliminares. Papo reto. Olha direito e te dá conta. Equaciona o sofrimento multiplicado por 99% da população. Os impostos são altos e mal gastos. A nota final é desigual demais. No bolso de um, fortunas. No de outro, formigas.

4 de novembro de 2014

Atenção

O tempo para eleger é passado. Os votos foram depositados nas urnas e ainda reina a revolta. Sentimentos plantados silenciosamente em capítulos de livros, filmes, telejornais, canções, discursos, aulas, cultos, tradições, contratos, leis e culturas. Vejo cegos sendo guiados por lobos. Se não conseguem convencer o povo de um jeito suave a ir pro matadouro cotidiano, apelam pros dentes e garras. É tática comum a deposição por meio judicial ou pelo sangue. Às vezes guerras são evitadas ou encurtadas pela morte do governante. O que não se matou até agora foi a pobreza. Pelo contrário, aumenta a riqueza dos que 'servem' ao governo como políticos e juízes. A população é quem deve votar o salário do funcionário público. O governo que quiser servir mesmo ao seu povo tem que saber o que sente quem sofre com a falta do essencial. Os líderes atuais mal entendem o que é sofrer e vivem naturalmente em uma sucessão de deleites desde o berço ao túmulo. Muita gente pena tanto pra que o servo seja milionário. Não parece torto? Temos de sobra mas negamos ao outro porque não é 'dos nossos'. Idiotas! Seres humanos são geniais. Pra que competir a ponto de sangrar o peito alheio? Não sentes nada? Já te inundaram olhos e ouvidos com violência? Os lobos são cegos. Não sabem o quanto vale o rebanho livre e vivo. Nem sabem fazer dinheiro do jeito direito. A proposta do Partido da Humanidade é inalterável. Comida, moradia, roupa, saúde, educação e segurança de graça pra todos. Todo líder que busca esses benefícios pra população está no caminho direito, compreendendo e tratando das necessidades essenciais de cada cidadão. Quem deseja se manter no poder precisa dar vida e liberdade, não somente trabalho. Se queremos ser um povo de conquistas precisamos estar vivos. Em vez de lutas armadas, almas saciadas. Alguns argumentam que as pessoas precisam trabalhar, mas não entendem que aumenta a população e diminuem os postos de trabalho conforme dominamos mais a tecnologia e a colocamos a nosso serviço. Nosso futuro óbvio é a falta de emprego em linhas de produção fazendo tarefas repetitivas. Que fazer com essa gente? Deixar que morram ou que se tornem aptos a ponderar, visto que terão tempo pra tal? Nosso desenvolvimento é ridículo porque escravizamos mentes em rotinas funcionais. Podemos criar muito mais do que existe hoje. Todos outros assuntos são secundários pra um governo direito, que se importa mais com o bem-estar do corpo alheio que com o bolso próprio. Ao contrário do que pensam muitos, a maioria que recebe o essencial sem ser obrigado a trabalhar não cai na ociosidade, mas se põe a descobrir e a trabalhar pra atingir (pagar por) seus objetivos. Vivemos com o dinheiro e o lucro é algo natural no sistema financeiro. Algo que não pode ser evitado. Alguns enriquecem e mesmo com as necessidades básicas de todos atendidas, ainda se continuará a enriquecer, pois o dinheiro se acumula. O que não pode é condenar à morte quem não o tenha. Portanto não se trata de dar dinheiro pras pessoas, mas o bem ou serviço, então o governo paga diretamente ao fornecedor

29 de outubro de 2014

Governo direito

O Partido da Humanidade (PUM) se baseia na seguinte passagem ao estabelecer suas diretrizes e qualquer um que deseje participar dele deve se apoiar nestes princípios. "E aqui novamente estão os três princípios de um governo direito: O primeiro princípio e lei desse governo é que esse governo nunca deverá servir a si mesmo, ou em outras palavras, ele nunca deve agir em e de si mesmo e por seu próprio acordo para o bem de sua própria existência. E esse governo é restrito em seu poder de acordo com as restrições que são necessárias para garantir que ele habita pelo primeiro princípio e lei. Pois eis que esse governo serve aos que se beneficiam de sua existência, e aqueles que se beneficiam de sua existência são aqueles que lhe dão o poder que ele recebeu. E o poder que ele recebeu foi dado a esse governo para servir aos que lhe deram esse poder. E o segundo princípio e lei desse governo eterno é que ele vai garantir a liberdade, ou o arbítrio, de todos aqueles a quem ele serve. E esse arbítrio que é garantido, restringe aqueles a quem ele serve de infringir sobre o arbítrio de outrem, ou de ter outrem infringindo o arbítrio que cada um daqueles a quem ele serve possui. E esse governo não fará qualquer coisa que infrinja sobre o arbítrio daqueles a quem ele serve, exceto ao defender o arbítrio de outrem de ser infringido. E o terceiro princípio e lei desse governo eterno é que ele proverá os meios pelos quais aqueles a quem ele serve possam ter uma igual oportunidade de experimentar a felicidade que eles desejam. E porque existir não foi uma escolha daqueles a quem ele serve, esse governo deve prover essas coisas que são necessárias para preencher a medida e propósito de sua criação, propósito esse que é a sua felicidade individual. [...] Mas sede cuidadosos para que não vos enganeis a vós mesmos; pois muitos de vós clamarão que sua nação dá igual oportunidade para todos os seus sujeitos para possuirem a felicidade que cada um deseja. Ainda se há um entre vós - e é importante lembrar que ele não fez a escolha, de acordo com a carne, de nascer, mas essa escolha foi feita pelos pais dele - sim, se ele escolhe sentar-se ocioso todos os dias de sua vida, então ele não teria o direito e arbítrio para agir assim de acordo com as leis de um governo direito? E não deveriam seu alimento, abrigo e vestimenta ser providos para ele de acordo com as leis de uma nação direita sob Deus? Eu vos digo que ele tem o direito a essas coisas." (A porção selada 32:85-94) #partidodahumanidade

27 de outubro de 2014

Conta

142 milhões de nós 

30 não apareceram 
7 votaram com não 
E dos 105 restantes
1/2 ou + eram antis

Insatisfeitos 
Empate sujo 
Olho aberto 
Golpe baixo 
Reis injustos 

#pauloalfpresidente 
#partidodahumanidade 

25 de outubro de 2014

Caro eleitor

Caro eleitor
Nada gastei
Nem c/ som
Ou bandeira 

Governador 
Ou até o rei
Possuo dom 
E a maneira

Faze o favor 
Se te agradei 
Repete o som
A noite inteira 

Termina a dor 
Criada por lei 
O plano: bom 
É de primeira 

#pauloalfpresidente 
#alfrinogovernador 
#partidodahumanidade 
#s0zero 

23 de outubro de 2014

Despacho

Nesta mesa 
Faço mundo 
Com certeza 
Desde fundo 

Sei eu posso 
Resolvo tudo 
Quero o voto 
Sei que mudo 

Direito nosso
É vida inteira 
Meu negócio 
Poder vivê-la

Baixo o santo 
Crio o milagre 
Rango e canto
E até liberdade 

#pauloalfpresidente 
#alfrinogovernador 
#partidodahumanidade 
#s0zero 

22 de outubro de 2014

Ainda candidato

Quero mais de tu e de eu
Mais que achamos poder
Mais que sabemos fazer

Mas tu não compartilhas
Minha singela campanha
Contra miséria tamanha

Rouba o tempo de todos
O tal estudo e o trabalho
Saiba eu sei quanto valho

Me ofereço ser presidente
Pra dar rango, canto, pano
Saúde ao sábio ser humano

Vota no zero pela liberdade
Coloca no posto um ser livre
Pra que não haja quem prive

#pauloalfpresidente
#alfrinogovernador
#partidodahumanidade
#s0zero 

18 de outubro de 2014

Aposto

Disposto
Deposto
Diz "posto
De posto

Depois
Deposito
De ponto
Despisto"

Depara
Dispara
De e para
Diz "para"

Ao posto
Tens posto
De imposto
A suposto

Dou canto
Dou rango
Dou pano
Dou ânimo

Há gosto
Aposto
Até agosto
Eu posso

--


#pauloalfpresidente
#alfrinogovernador
#partidodahumanidade
#s0zero

11 de outubro de 2014

Discurso


Sou candidato pelo Partido da Humanidade (PUM) a presidente e governador. Quer saber mais? É só assistir.

#pauloalfpresidente
#alfrinogovernador
#partidodahumanidade
#s0zero

10 de outubro de 2014

Covarde

A imprensa tem medo
Faz de conta que não é
De cá eu não cedo
E finco o pé

Nenhuma entrevista
Nem um pouquinho
Em nenhuma revista
E nenhum santinho

Eu tenho a resposta
Sou o homem certo
Que faz o que gosta

Pra quem é esperto
Fica minha aposta
Provo em canal aberto

#pauloalfpresidente
#alfrinogovernador
#partidodahumanidade
#s0zero

9 de outubro de 2014

Bicho

#pauloalfpresidente #alfrinogovernador #partidodahumanidade #s0zero 

8 de outubro de 2014

Igualdade

#pauloalfpresidente #alfrinogovernador #partidodahumanidade #s0zero

30 de setembro de 2014

Fim de papo

Até o dia da eleição 

Gritam cabos eleitorais 
Noticiam só confusão 
Entre alguns comerciais 

Acabou aqui a campanha 
A proposta já mostrei 
Governar sem artimanha
Com justiça como rei 

Dar rango, canto e pano
Pra dar saúde ao sábio 
Que é todo ser humano 
Seja pobre ou milionário 

Compara com os demais 
Que pregam desigualdade
Fazem as chacinas sociais 
Mascaradas de sociedade 

Preferem escravas vidas 
Sitiadas por fome e fuzil 
Suas bundas são fudidas
Vai pra puta que o Brasil... 

Paulo Alf pra presidente 
É o candidato do PUM 
Ao votar use sua mente 
E coração, se ele faz pum 

#pauloalfpresidente 
#alfrinogovernador 
#partidodahumanidade 
#s0zero 

28 de setembro de 2014

A solução

A tecnologia é nossa grande aliada e inimiga. Nos traz benefícios e facilidades mas também ocupa as vagas do mercado de trabalho. A população cresce e cada vez precisam de menos mãos humanas nas linhas de produção. O desemprego inevitavelmente é crescente. Uma pessoa não pode depender de uma profissão pra continuar viva, pois pode perder sua carreira a qualquer hora pra uma máquina. A vida deve ser um direito, não uma conquista. De acordo com o plano* do Partido da Humanidade (PUM), cada humano passa a ter acesso a cinco recursos, designados por siglas:

RANGO (ração alimentar nutritiva gostosa opcional) – esse tíquete permite comprar alimentos crus orgânicos não-transgênicos (se alguém quiser comer outra coisa pode trabalhar e ganhar dinheiro pra comprar).

CANTO (cupom de abrigo noturno ou total opcional) – esse cupom pode ser usado para pagar pernoite, aluguel, imposto predial/territorial ou ser acumulado para aquisição de imóvel e inclui eletricidade e água.

SAUDE (Serviço de atendimento unificado para distúrbios do eu) – por meio desse plano de saúde integral um ser humano tem acesso a todos os serviços necessários para seu tratamento em qualquer instituição e com qualquer profissional.

PANO (Pacote anti-nudez opcional) – trata-se de um pacote contendo um conjunto de vestuário essencial, podendo a pessoa levar somente parte do conteúdo, de acordo com a necessidade.

SABIO (Sistema de aprendizado balizado institucional opcional) – compreende a educação formal integral em qualquer instituição de ensino em qualquer nível de especialização.

A fim de pagar pelos RANGOs, CANTOs, SAUDEs, PANOs e SABIOs, parte da emissão de moeda, prática normal em qualquer governo, é direcionada pras áreas relacionadas aos recursos acima, atraindo e remunerando apropriadamente investidores e profissionais pra esses segmentos, assim como pro setor de segurança.

Uma rede de fiscalização de fornecedores e comerciantes de produtos e serviços é obrigatória pra manter a qualidade e a honestidade e os delitos associados a essas áreas são classificados como ‘crimes contra a humanidade’ por atingirem os serviços mais essenciais à manutenção da vida.

#pauloalfpresidente
#alfrinogovernador
#partidodahumanidade
#s0zero

* este plano é uma adaptação do apresentado pela Worldwide United Foundation (WUF) para eliminação da pobreza

26 de setembro de 2014

O império contrata


Soneto eleitoral

Mais um dia de trabalho? 
Não estou aqui pra parar! 
Mas que miséria, caralho!
Não tem jeito pra poupar? 

Na cabeça muito projeto.
Do bolso trocados fogem,
Pra trazer o rango, o teto.

Isso atrasa velho e jovem.
O futuro continua aberto.
Quem mudará tal ordem?




#pauloalfpresidente 
#alfrinogovernador 
#partidodahumanidade 
#s0zero 

25 de setembro de 2014

Homens sexuais

O governo se mete onde não deve. Esse papo de casamento gay já deu o que tinha que dar. Primeiro, se é pra defender o casamento de parceiros independentemente de orientação sexual, moral ou religiosa, precisamos falar sobre as uniões múltiplas, como a poligamia, e outras possibilidades conjugais. Se o casamento, como defende a maioria dos cristãos, é algo divino ordenado pra acontecer entre homem e mulher, o que um estado laico tem que ver? Extinção do casamento sob a tutela governamental então. Os homens sequer sabem que possuem clitóris e querem mandar na sexualidade alheia. De que tem que cuidar então o governo? Comida, casa, roupa, cuidados de saúde, segurança e acesso a educação. Grátis e pra todos. Assim todos podem gozar a vida. Tentar erradicar o sexo das pessoas é insensatez. Ainda pior é negar-lhes a existência. #pauloalfpresidente #alfrinogovernador #partidodahumanidade #s0zero

20 de setembro de 2014

Revolução Verdadeira

A única razão pela qual concorro ao cargo de governador gaúcho é porque temos um banco estadual, de forma que é possível colocar em prática dentro do Rio Grande do Sul o que proponho para o Brasil. #alfrinogovernador #partidodahumanidade #pauloalfpresidente

15 de setembro de 2014

Calados

Só três semanas pra eleição.
A mídia não diz que existo.
Não querem que saibam.
Nem uma só notícia?
Nem uma piada?
Sei a solução.
E eles não.
Medo.


Comida
Moradia
Roupa
Saúde
Segurança
Educação


#pauloalfpresidente
#alfrinogovernador
#partidodahumanidade
#s0zero

13 de setembro de 2014

Aborto escravagista

O aborto não favorece o capitalismo, por isso é ilegal. A gravidez joga no mercado de trabalho milhares de novos pais e mães que dão seu suor e dias em troca de fraldas, mamadeiras, remédios, brinquedos, cadernos etc. O que não se considera é que o feto não possui autonomia cerebral, não é um ser distinto do que lhe gera, mas uma porção de carne que responde ao cérebro materno, até que saia do ventre e respire. Abortar não é matar, mas extrair. Os cientistas patrocinados pela classe dominante não recebem instrução ou incentivo pra pensar a respeito. Querem mais braços pra linha de produção, mas até isso muda com a tecnologia inovadora de cada dia. Menos mãos são necessárias e a velha linha de ação se mostra um peso em vez de alívio. De fato, a tecnologia que existe hoje já nos torna dispensáveis, mas ainda não é usada com sabedoria. Se podemos voar ao espaço e dividir partículas minúsculas, certamente somos capazes de manter a humanidade viva sem que ela seja forçada a trabalhar. Nosso conhecimento ainda não se direcionou totalmente pra resolver os problemas reais que enfrentamos. Como presidente ou governador mantenho o mesmo programa simples: alimento saudável, moradia, roupa, cuidados da saúde, segurança e acesso à educação pra todos desde o nascimento até a morte. É preciso lembrar que a série de conflitos de hoje, no mundo e em nossa vizinhança, tem como pavio invariavelmente a situação de miséria e opressão do povo. Se quiser paz é preciso cuidar do necessitado. As empresas são convidadas a investir nesses ramos essenciais, assim como profissionais e estudantes, pois é onde certamente vai ter dinheiro entrando no mercado. A partir de então qualquer tratamento de saúde necessário será custeado pelo governo, inclusive o aborto. Qualquer criança nascida terá tudo o que precisa pra viver, o que também vai incentivar os que desistem da paternidade pelos encargos que causa. Mais do que isso, sem se preocupar com a sobrevivência, as pessoas vão ser realmente livres pra construir o mundo melhor que cada uma quer.
Vote no PUM! #pauloalfpresidente #alfrinogovernador #partidodahumanidade #s0zero

9 de setembro de 2014

Entrevista

Publicado no perfil oficial do facebook (Paulo Alf Candidato) em 16 de julho

TEXTO ENVIADO À REDAÇÃO RESPONSÁVEL (UOL)
#pauloalfpresidente
Sou candidato a Presidente pelo PUM (Partido da Humanidade) e mais informações estão no meu blogue <http://paulo-alfrino.blogspot.com/>.
Seguem minhas propostas para os tópicos que submeteram aos candidatos:

DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO
É a favor. "A gravidez de interrupção impossível tem acorrentado vidas. Entendo que o feto não possui autonomia cerebral e portanto não é um ser distinto. A partir da oxigenação do cérebro torna-se consciente. Extraí-lo antes disso custa o trabalho de uma menstruação, para limpar o organismo, se os procedimentos são feitos com competência."

DESCRIMINALIZAÇÃO DA MACONHA
É a favor. "O custo econômico da má exploração das plantas é absurdo: perde-se gastando com segurança, investigações, prisões, pensões etc. e deixa-se de lucrar com os produtos industriais e farmacêuticos. Quanto aos aspectos recreacionais, cada um deve ter sua liberdade, desde que não impeça a de alguém mais, não sendo papel do Estado interferir em escolhas pessoais, apenas intervir para que haja respeito às liberdades. Medicamentos farmacêuticos e até naturais de consumo permitido podem afetar mais a mente do que as substâncias denominadas drogas. Em qualquer e cada caso de ataque à liberdade alheia é dever do Estado responsabilizar os que devem efetuar compensações ou ter sua liberdade tolhida para que não destrua essa liberdade e nisso indifere quem consome ou não esta ou aquela substância."

ENSINO RELIGIOSO OBRIGATÓRIO
É contra. "A divisão de irmãos por opiniões é uma idiotice. Todos livros Santos mandam amar os outros como a nós mesmos, mas isso se perde em tantos ensinamentos de valor secundário, que causa o conflito de opinião e confrontos. Quem se dispuser a estudar ideias (religiosas ou não) deve ter um espaço e momento na escola em que possa se dedicar a isso, o que inclui disponibilizar conhecimento a favor e contra todos e quaisquer credos e sobre o próprio efeito dos credos na humanidade. Quanto ao uso da disciplina religiosa como pretexto para motivação e direcionamento comportamental, as aulas podem ser mais interessantes se tratarem de filosofia e psicologia também. O ensino, de um modo geral, deve deixar de ser obrigatório nas instituições, podendo os responsáveis instruir os filhos em casa ou estes aprenderem por si sós."

META DE INFLAÇÃO
"A inflação deve ser considerada na suas origens. As taxas de juros dos bancos são responsáveis em enorme parte por isso e essas empresas precisam ser freadas. A economia naturalmente flutua pela busca e oferta por certos produtos. Cabe aos produtores e consumidores serem sábios em suas escolhas. O que não dá é viver dependendo de empréstimo a juros abusivos ou pagando fortunas a intermediários sem saber ou depender disso ´pra viver."

INDEPENDÊNCIA DO BANCO CENTRAL
É contra. "A impressão de dinheiro é peça fundamental no sistema de governo que proponho. Com o controle das taxas bancárias, essas empresas vão criar menos dinheiro e o governo será quem vai imprimir para suprir necessidades com capital necessário para a vitalização domercado vinculado à manutenção da vida, aquecendo em consequência toda a economia. O controle da moeda de uma nação é o poder necessário pra manter os cidadãos felizes e deve estar sob mando do Estado."

REFORMA TRIBUTÁRIA
É a favor. "A carga tributária total não pode passar de um décimo dos ganhos de uma pessoa. Um Estado mais caro do que isso é mal administrado."

DIMINUIÇÃO DO NÚMERO DE MINISTÉRIOS
É a favor. "Temos funcionários demais em todas as esferas burocráticas. O governo vai ser menor. Os trabalhadores não precisam temer por sua subsistência ao ouvir isso, mas conhecer o programa proposto e se preparar pra novas oportunidades."

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL
É a favor. "Cada pessoa deve ser responsabilizada ao limitar a liberdade alheia ou ao causar danos a terceiros. As penalidades dependem de diversas circunstâncias, o que inclui uma avaliação da maturidade e contexto de cada réu. As leis prendem desnecessariamente em alguns casos e deixam livres agressores reincidentes. A ressocialização dos que estão presos hoje demorou demais e as prisões se tornaram um esconderijo pra colocar os mais pobres. O crime é originado em muitos casos pela carência pelas necessidades básicas ou pela busca do lucro fácil. Os que quiserem uma profissão lucrativa deverão ter disponíveis caminhos claros e legais, sem custos maiores iniciais, o que leva ao fortalecimento dos setores do mercado que fazem a manutenção da vida (alimentício, vestuário, construção civil, saúde, segurança e educação), abrindo portas mais fáceis para quem quer mais dinheiro. "

FIM DA REELEIÇÃO
É contra. "É difícil encontrar na política pessoas confiáveis. Se um governante conquista a confiança do seu povo, seria tolice impedir que continue servindo satisfatoriamente aos cidadãos. Deve-se prezar pela democracia, o que inclui dar às pessoas a liberdade de escolher quem lhes governe mesmo que queiram repetir o voto. O sistema deve na verdade funcionar independente de quem o administre e busco o retorno à verdadeira democracia, onde o povo vota nas leis em vez de deixar que seus supostos representantes escrevam e também votem as leis. Os cargos do legislativo devem se ocupar em escrever boas leis e apresentá-las de maneira clara para os eleitores que poderão se manifestar dentro dos prazos devidos."

AMPLIAÇÃO DO BOLSA FAMÍLIA
"O Bolsa-família é desnecessário dentro da proposta de governo para suprir as necessidades básicas de todos cidadãos, independente de classe, idade ou qualquer outra suposta diferença. Todo ser humano tem direito à vida e sem a satisfação das necessidades de forma gratuita isso deixa de ser um direito, mas torna-se uma obrigação ao forçar homens e mulheres a trabalhar pra viver, o que nem sempre é possível em certas situações. O Estado imprimirá o dinheiro necessãrio pra assegurar que todos, sem excessão, tenham acesso na qualidade e quantidade adequadas para a manutenção da vida: alimento saudável, moradia, roupa, tratamento de saúde, segurança pública e educação. Quem quiser mais do que isso deverá buscar por seu próprio trabalho."

FINANCIAMENTO PÚBLICO DE CAMPANHA
É a favor. "Não tenho financiadores pra não ficar devendo favores. Tem que ser igual pra todos. E pouco."

NOTÍCIA DE REFERÊNCIA
http://eleicoes.uol.com.br/2014/noticias/2014/07/14/conheca-opinioes-dos-candidatos-sobre-reeleicao-ministerios-e-economia.htm

6 de setembro de 2014

Vote 0

Fonte: Clube dos Observadores de Pinguins

4 de setembro de 2014

Independência

Mais um dia que passa e falta um mês pra decidir o rumo do país, mas isso é mais que só pela nação: é cada boca, cada desejo, cada coração que não precisaria morrer se a política fosse humana. A diferença entre todos é de oportunidades e a única barreira é a sobrevivência. Somos todos capazes de grandes feitos. Cada pessoa, do nascimento até a morte, precisa ter acesso aos recursos essenciais. Muita dor se causa pela falta do que não pode faltar! Que custo é garantir que toda boca tenha acesso a folhas, frutos, grãos? Quantos passam a vida escravos pra ter tão somente isso? Como pode ser que ainda exista gente na rua com tanto que já foi construído? Como pode ter gente nua se tanta roupa já foi fabricada? Como se aceita que a instituição pra quem pagamos nossos impostos não garanta cuidados da saúde pra cada um de nós, seus legítimos senhores? Qualquer outra coisa é, no mínimo, secundária. Se um governo não cuida com inteligência do povo, deve ser substituído pelo voto ou será deposto pela espada com o passar do tempo. A rebelião é natural entre insatisfeitos e sempre vai ter insatisfação enquanto fomos forçados a algo para simplesmente sobreviver. Seres livres produzem mais. Que independência é essa que se fala nesta semana do sete de setembro? Continua a jornada do trabalho, do berço ao túmulo. Que tal usar a cabeça? Já buscou inspiração hoje? Que tal descobrir e criar? Que tal pensar por si em vez de ser ensinado por quem quer te controlar? Independência? Vota PUM. #pauloalfpresidente #alfrinogovernador #partidodahumanidade

3 de setembro de 2014

Aos religiosos


Recentemente o mundo tem sido abalado pela religião. Como se já não bastassem guerras anteriores pra nos ensinar que os líderes religiosos não agem como Jesus, se repete a ida cega ao matadouro. Como desconsiderar o vídeo em que mais um jornalista norteamericano é supostamente decapitado por extremistas muçulmanos? O grupo ISIS, ramificação da Al Qaeda e autor desse material, foi financiado pelos americanos. Se nosso país se intitular cristão pode dar justificativa pra que comecem ataques, contrataques, sabotagens e todo tipo de coisa a que possam chamar terrorismo que incentive uma intervenção militar gringa. Querem todos tomar o que se conseguiu, querem tomar as mulheres, as casas, as reservas naturais, como em toda guerra, e a religião é a desculpa perfeita, porque é 'para o bem'. Mentiras que nos contam todos os dias e aos poucos nos afastam da salvação da humanidade. Querem o bem? Votem em quem cuide dos necessitados. A proposta: comida, casa, roupa,. saúde, educação e segurança - de graça e pra todos.
#pauloalfpresidente

1 de setembro de 2014

Paulo Alf Presidente

O PUM (Partido da Humanidade) advoga pelo atendimento das necessidades humanas básicas (alimentação, moradia, roupa, cuidados da saúde, segurança e acesso à educação) para todas as pessoas, desde o nascimento até a morte.
#pauloalfpresidente

Stream

27 de agosto de 2014

Poderoso

Não venho propor nada diferente do que disse e não existe motivo pra escrever aqui a toda hora.
São só seis prioridades: comida saudável, moradia, roupa, saúde, segurança e acesso à educação pra todos de graça. Sou candidato a presidente porque é o único cargo que pode (o tal poder) direcionar o dinheiro novo pra suprir essas seis necessidades básicas em vez de outras prioridades. Sou candidato pelo PUM (Partido da Humanidade) sem apoio de corporações ou grupos políticos porque são quem precisa se dobrar ao que requer a raça humana e não o contrário. Se querem ganhar dinheiro, que seja dando vida em vez de tirar. Se alguém for trabalhar, que seja por vontade e não por falta do essencial. A vida é um direito, diz a lei, não uma conquista. Então que se cumpra o que tá escrito. Repeti aqui o plano de que falei desde antes do período da campanha eleitoral começar. Falo em liberdade faz tempo. Um povo livre pode (poder) ter ideias brilhantes e transformar o mundo. Quem trabalha sem parar não tem tempo pra inventar ou mesmo pesquisar. "Deixe meu povo ir", disse Moisés ao opressor Faraó. Que tal imaginar o que nossas multidões são capazes de criar? Nosso maior patrimônio é o ser humano, criador por natureza. É nosso poder.

#pauloalfpresidente

19 de agosto de 2014

Língua da saúde

Em vez de passar discutindo a saúde da língua e trazer mais pautas sobre a formação da linguagem e da gramática normativa os políticos devem deixar de ser atendidos em instituições privadas e falar na pele o que é a vida pública. Um governo não pode buscar vantagens pra si. Por anos a questão da filiação partidária e de outras associações usuais com as corporações que circundam a política têm me afastado da disputa oficial. Por fim,  fundei o Partido da Humanidade (PUM) sem registro e sem membros. A proposta é uma: comida, casa, roupa, cuidados de saúde, segurança e acesso a educação pra todos do nascimento até a morte com qualidade. Uma porção do dinheiro que o governo cria regularmente (assim como os bancos também criam) será destinada ao atendimento das necessidades básicas pra sobrevivência com qualidade. Os grandes contratos do governo vão estar nessas áreas e são excelentes oportunidades pra investidores. Se algum dia se falou em progresso,  estamos na era dele. A tecnologia é capaz de substituir nossos braços e podemos ser realmente livres pra ser humanos em vez de repetidores de tarefas. A constituição fala em liberdade e vida como direitos mas na prática isso é impossível pelo esquema social atual. Desde pequenos na escola até a fila do pagamento da aposentadoria somos encurralados no abatedouro e pouco tempo sobra pra que sejamos nós mesmos. Não são necessários quatro anos pra resolver isso. Vamos ao necessário primeiro. Decidimos o caminho melhor conforme nos tornamos mais inteligentes em linguagens. Normas nos tornam normais e na verdade somos únicos. Busquei a candidatura avulsa desde o tempo que ela estava proposta por Itamar Franco mas depois que ele morreu (dois meses depois que busquei contato com ele sobre o assunto) foi rejeitada pra manter a estrutura partidária podre em pé. Não sou novo na internet e posso ser pesquisado. Fui candidato a papa, grão-mestre e prefeito de onde nasci - atualmente busco os cargos de presidente ou governador (nessa ordem de preferência). Livra tua língua no voto. Sou zero. 
#pauloalfpresidente 
#alfrinogovernador
#s0zero